terça-feira, 17 de junho de 2008

Haja korpus!

Ainda não será desta que vão rolar cabeças, mas korpus...



Andarão por todo o lado.

x-pressiongirl

6 comentários:

rosa que fuma disse...

seriamente: deixo isto á tua consideração

http://www.ampnet.co.uk/sleaze/butt_magazine.html

rosa que fuma disse...

a revista é MESMO muito boa.
No more que uma fanzine de fotocopias com savoir faire e 1/2 duzia de patrocínios.


5) Butt isn't Kutt
pois.

Mas vai lá ter sindroma de estocolmo para a tua terra e envergonhar a malta que afinal precisa disto
http://www.youtube.com/results?search_query=otto+muehl&search_type=&aq=f
como pão para a boca

x-pressiongirl disse...

Muito obrigada pelo precioso link (refiro-me ao primeiro. lol). Desconhecia a BUTT magazine (fag mag) e o site ampnet e depois de dar um lucky look nos artigos, percebi que já devia ter transitado para a nossa pink list há mais tempo. E sim, o ponto 5 do artigo da nossa amiguinha é aquele que subscrevo com letras garrafais. ;-)
Quanto à Korpus (única revista dirigida ao público LGBT em Portugal), quem conhece a revista sabe que ela tem todos os méritos, apesar de ter tido momentos em que a periodicidade era muito irregular convém lembrar que era praticamente feita a uma única mão, desde 1998 (não estou bem segura da data, mas hei-de confirmar). A Korpus volta já este mês e eu mal posso esperar por ter a minha nas mãos.

saudações x-pressivas,

x-pressiongirl

x-pressiongirl disse...

"Poor women. I feel sorry for my own gender. We are so not fun. I bet lesbians read Butt and feel ashamed of themselves for being so boring."
Morta de rir ;-) Infelizmente por cá o único espaço que temos para ser chatas é mesmo o ciberspaço e as revistas cor-de-rosa...
Fartas de saber quem dorme com quem, se a namorada a largou ou se brincaram o fim de semana inteiro, se andam tristes porque acreditam num amor que não existe? Aqui também não gostamos desses bikinis... Venham sem bikini!
Cheers darlin, cheers.

rosa que fuma disse...

lolada. Sabes que eu sou incompreensível, mas vou tentar:

acho q as gajas em geral flipam tanto com o amor pq o mito do amor (mito bem forte e apoiado pela soc em geral pela facção monogamica), o que diz, é que alguém reconhece o teu desejo, te legitima como pessoa. Esperam q se a sociedade não o faz, alguém pessoalmente se encarregue de o fazer (uma utopia de liberdade no casal VS consciencia política comunitária).

Algo que subscrevo: conhece-te a ti mesma.
Algo que sobescrevo tb: I love FOR you (e este you pode e deve ser plural. Porque o amor é realmente um sentimento elevado e raro, mas não necessáriamente misturado em todo e qualquer emparelhamento sexual recreativo)

Acho o comentário síndroma de estocolmo. Ponto. Na parte do envregonhem-se por não fazerem a mesmissima coisa.

A mesma coisa nunca faremos porque tem que ser tudo inventado.
E isso vai dar muito mais trabalho

x-pressiongirl disse...

Exactamente. Se a sociedade não te legitima como individuo esperam que outra pessoa o faça. Uma mão lava a outra. lol
Só porque já tou um bocado mocada e não tenho como contra-argumentar... subscrevo cada palavra. Agora a sério, subscrevo mesmo! ;-)