sábado, 23 de maio de 2009

Conferência sobre (homo)parentalidade no Porto

Vai decorrer na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, na terça-feira, dia 26 de Maio, às 11h, no auditório 2B, uma Conferência sob o tema "(Homo)parentalidades: um passo para a emancipação familiar".
Os conferencistas convidados serão Fabíola Cardoso (activista do meio-vivo Clube Safo) e Professor Jorge Gato.



Transcrevo parcialmente o apelo gentilmente me fizeram chegar:
Todos nós em algum momento reflectimos acerca da questão "Quem é a minha
família?". É inclusive uma questão que nos é feita frequentemente no ensino
primário. No entanto, é uma questão bastante mais complexa do que possa parecer à
primeira vista. Pois se cada um de nós a responder, muito provavelmente os
resultados vão sofrer um grau de variação tão grande quantas respostas houver. O que
quer isto dizer? Que o conceito de família não é estanque, encontra-se em constante
mutação. E é precisamente esta pluralidade de visões sobre a família que pretendemos
apurar nesta conferência sobre a Homoparentalidade.

Os tópicos a ser desenvolvidos serão:

· Por que é que ser lésbica/gay parece ser incompatível com ser mãe/pai?

· De que modo as questões da homoparentalidade questionam (ou alargam?) a ordem
cultural/moral/política/instituional estabelecida?

· Que temem os que nos tentam excluir do conceito de família?

· A homossexualidade é contagiosa? É uma escolha?

· Famílias há muitas? O que define uma família?

· Como ser família aqui e agora?

· Questões legais questões morais questões culturais

· Que papel para a escola e os educadores?

·E as crianças?

· Questões práticas ou um exemplo real: a minha vida

·Espaço para debate/ questões


Serão distribuídos certificados de participação.

x-pressiongirl

P.S. - mais informações aqui ou através do e-mail fafaguedes1@hotmail.com .

2 comentários:

Poppie disse...

Acabei de ver no canal 2 o 7 Palmos de Testa em que o tema era precisamente o conceito de familia. fico algo admirada como algumas pessoas tão novas continuam a considerar apenas a chamada familia nuclear como a ideal (mas devem ter escolhido os participantes a dedo para promover o debate). tenho pena de não poder ir assitir. espero, se possivel, desenvolvimentos aqui.

x-pressiongirl disse...

Boa tarde Poppie. Realmente temos uma amiga/correspondente que ficou de assistir ao debate para nos trazer algumas das considerações que lá foram debatidas. Aguardo o seu texto para breve.