quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Quando estou (solteira/envolvida) masturbo-me


Apareço para ter sexo contigo às cinco. Se me atrasar, começa sem mim.
Tallulah Bankhead (1902-1968)

Na visão das "sex-positive feminists" a masturbação pode ser encarada como um acto de libertação, auto-descoberta e auto-prazer.
Alicia Gallotti escreveu no seu "Kama Sutra Lésbico - Para viver a sexualidade em liberdade" que "As mulheres que mais facilmente ingressam no mundo sensual da masturbação são mais libertas e as que gostam mais de si.
Se uma pessoa está bem com o seu corpo e com a sua sexualidade, desfruta intensamente ao acariciar-se".
Sendo um acto centrado na própria pessoa, como é que funciona quando estamos afectiva/sexualmente envolvidas com alguém?



A regularidade com que se masturbam as raparigas difere consoante uma porção de factores que não tenciono explorar agora. Pensei inicialmente fazer uma enquete sobre a frequência da masturbação, mas como creio haver uma maior percentagem de raparigas que se masturba menos quando se encontra envolvida com alguém presumi que a votação poderia diferir consoante @s votantes estivessem ou não envolvidos com alguém. É por este motivo que a votação encerra em si duas questões:

1. Com que frequência se masturbam quando estão solteiras;
2. Com que frequência se masturbam quando estão envolvidas com alguém;

Gostaria de verificar, com esta enquete se isso terá, porventura, algum fundamento ou se por outro lado se masturbam mais ou se com regularidade igual, independentemente de estarem ou não físicamente envolvidas com outra pessoa.
Para que os resultados finais da enquete façam sentido é necessário que votem em duas opções, sendo uma delas solteira e a outra envolvida.

x-pressiongirl

P.S. - A imagem pertence a uma campanha publicitária que foi banida da revista Glamour em 2005. Podem ler o artigo aqui.

5 comentários:

pat disse...

A ASA tem uma certa tradição de banir anúncios com imagens de mulheres...enfim não dentro do padrão típico para consumo masculino.
O meu preferido é este http://store.soliscompany.com/nasodaadba.html

LR disse...

x-pressiongirl, veja a revista Sábado que saiu hoje e tem a resposta ao seu post lá atrás, de 11 de Janeiro: "a MODA das aventuras sexuais entre mulheres". Ide, ide ler e dizei-me se é uma reportagem sobre lésbicas. A sério, adorava ter-me enganado na observação que então fiz...
Agora, com sua licença, retiro-me desta caixa de comentários:-)

x-pressiongirl disse...

pat, muito obrigada pela partilha. Realmente é qualquer coisa que me faz confusão esta censura, isto de considerarem "ofensivo e degradante" a apresentação deuma imagem de uma mulher sensual, sendo que a imagem não tem sequer conteúdo pornográfico. O mais grave é que algumas correntes feministas (as mais conservadoras, tadinhas) são das primeiras a se queixar que este tipo de imagens são ofensivas para a integridade da mulher. Por esse motivo comecei o post a falar das "Lesbian sex positive feminists" precisamente a corrente que não tem nada contra a expresão da sexualidade.
LR, estou com a revista na mão, pronta para escrever umas linhas sobre essa ridícula reportagem. Infelizmente agora não tenho como scaná-la porque era fixe disponibilizá-la online para quem não a quisesse comprar. (vá queixem-se de pirataria)

t'Mary @ disse...

Adoro o blog =)

x-pressiongirl disse...

Muito querida t'Mary@, obrigada pelo simpático comentário. Depois nós enviámos o cheque, conforme o combinado. ;-)